• Instagram
  • Facebook
  • YouTube
  • Pinterest
  • Baboobee

Choro de bebê: Como diferenciar os tipos e o que fazer em cada situação?



Não surpreende ninguém que os bebês não nasçam com a capacidade de se expressar com palavras – ou até com gestos manuais. Por isso, o choro de bebê é uma das principais formas de comunicação de um recém-nascido.


Basicamente, quando o seu bebê chora ele está tentando lhe dar pistas sobre suas necessidades.


Ele pode estar tentando lhe dizer uma série de coisas, como se estivesse com fome, entediado, cansado ou com a fralda suja. Mas para os pais inexperientes, entender o que exatamente esse choro significa, pode parecer o maior mistério do mundo.


E a verdade é que existem diversos tipos de choro e cada um deles possui o seu próprio significado. Da mesma forma que um choro pode significar sono, às vezes as crianças choram simplesmente porque ser recém-nascido é um trabalho difícil – o bebê está tentando se ajustar ao mundo exterior grande, brilhante e barulhento depois de mais de nove meses no útero.


Então, como você pode identificar as necessidades do seu bebê pelo choro e ainda, como agir em cada uma dessas situações? É o que veremos nesse post. Confira!




Fome ou sede


O que causa: Nos primeiros dias, pode ser difícil manter o bebê alimentado, afinal, vocês estão se acostumando com a rotina e com as necessidades de amamentação. No entanto, o bebê pode entender essa necessidade como um sofrimento e daí, o choro.


Como identificar: Antes de começar o choro de fato, seu bebê emite alguns sinais de que precisa se alimentar ou que está com sede, como chupar o dedo e abrir/fechar as mãos repetidamente. Esse tipo de choro é normalmente longo e acompanhado da mão na boca.


Como agir: Essa é bem simples na verdade: alimente-o. Assim que ele estiver satisfeito, irá parar de chorar.




Tédio ou carência


O que causa: O bebê pode precisar de atenção, sentindo-se inseguro ou carente ou, simplesmente, ele está precisando de algo para se distrair. E o choro é a única forma de expressar isso.

Como identificar: O choro costuma ser cortado, manhoso e cessa no momento que você oferece carinho a ele.

Como agir: Brinque com seu bebê e distraia-o. Conforte-o ao máximo, pois ele precisa se sentir seguro tanto com você , quanto no ambiente.




Dores


O que causa: A dor pode ser causada por diversos fatores: uma queda, batida, doenças, etc.

Como identificar: O choro costuma ser mais sofrido e o bebê pode apontar o local onde está com dores. Por exemplo, se estiver com dor de ouvido, pode tentar tocar as orelhinhas.

Como agir: Como a dor pode ser ocasionada por “N” fatores, o mais indicado nesses casos é procurar por um pediatra. Ele conseguirá identificar as causas e os tratamentos necessários.




Desconforto


O que causa: Passar muito tempo na mesma posição, roupas justas e até mesmo algumas doenças e dores podem causar desconforto no seu bebê e fazê-lo chorar.

Como identificar: O choro é acompanhado de irritação e movimentos corporais repetitivos.

Como agir: O primeiro passo é identificar o que o está incomodando. Verifique suas roupas para ter certeza de que não estão apertadas; cheque a fralda para ver se não está suja e também a posição em que ele está no berço, por exemplo, se ele está deitado em cima de um braço ou algo que possa estar machucando.




Manha


O que causa: É normal que conforme o bebê cresça, ele perceba que quando chora consegue o que quer, isso inclui comida, brinquedos, etc. E, por isso, passa a usar o choro como uma forma de chamar a atenção.

Como identificar: O choro costuma vir acompanhado de muita irritação.

Como agir: Nessa fase é importante começar a impor limites. Se você perceber que a criança está pedindo por algo desnecessário apenas por birra, não ceda. Se você atender a todos seus desejos, apenas estará confirmando que ele consegue o que quer ao chorar.




Medo ou susto


O que causa: Por volta dos 9 meses, a criança passa a estranhar pessoas desconhecidas, além disso, barulhos altos e repentinos podem assustá-los.


Como identificar: As reações de um bebê ao se assustar e ficar com medo são as mesmas de um adulto. É uma reação automática, o choro pode acompanhar saltos, berros e soluços.

Como agir: Pegue seu bebê no colo e faça-o se sentir seguro até que ele se acalme.




Mau humor


O que causa: Lugares barulhentos, muito movimentados e até mesmo o excesso de brincadeiras e de colo, principalmente de desconhecidos.

Como identificar: O bebê ficará claramente de mau humor, rabugento e o choro pode vir acompanhado de murmúrios, como se fosse uma reclamação.

Como agir: Seja paciente e entenda que uma criança não está acostumada com esse tipo de socialização. Leve-o para um local tranquilo e acalme-o.




Dentição


O que causa: Entre os 6 e 12 meses de idade, os dentes do bebê começam a nascer e podem causar muito incômodo e dor.

Como identificar: A criança baba mais do que o normal, sente necessidade de morder tudo e pode perder o apetite devido à dor. Suas gengivas ficam inchadas e avermelhadas e o bebê choraminga bastante.

Como agir: Ofereça um mordedor e, se necessário, utilize pomadas específicas para isso (consulte seu pediatra). Você pode, ainda, escovar a gengiva do bebê com gaze úmida para limpar a área e aliviar a coceira.




Cólicas


O que causa: O bebê ainda tem o sistema digestivo imaturo e até os 3 meses, as cólicas podem ser frequentes e desconfortáveis.

Como identificar: Normalmente acontece à noite, após a amamentação. O bebê fica mal humorado, seu abdome fica visivelmente rígido e o choro é agudo e contínuo.

Como agir: Faça massagens em seu abdômen e mantenha o bebê o mais reto possível enquanto mama, dessa forma ele não engole ar. Se isso não funcionar, segure-o com a barriga para baixo, até que ele solte os gases.




Calor ou frio


O que causa: Excesso ou falta de roupas adequadas ao clima.

Como identificar: O choro costuma ser bem alto. Quando a criança estiver com calor, ficará suada e a pele pode ficar pegajosa; já no frio, as extremidades do corpo (dedos mãos e pés) ficam geladas.

Como agir: Identifique se as bochechas e o nariz da criança estão mornos, se a resposta for sim, então ela está em uma temperatura confortável. Com base nisso, veja se é necessário tirar ou colocar roupas no bebê.




Sono


O que causa: Basicamente, a causa do sono é o cansaço.

Como identificar: O choro costuma ser bem alto, irritado e contínuo.

Como agir: Acalme-o e deixe-o confortável. Apague ou diminua as luzes, leve-o para um local tranquilo e pegue ele no colo até que adormeça. Pode demorar para ele pegar no sono, por isso, tenha paciência.




Necessidade de limpeza


O que causa: Suor ou fralda suja, devido ao contato da sujeira com a pele. Fraldas sujas podem causar assaduras e dores.

Como identificar: A pele do bebê fica irritada e com ardências e por isso, o choro é contínuo e irritado.

Como agir: Troque a fralda do bebê e use remédios ou pomadas antiassadura e, se necessário, dê um banho nele.





#maternidade #recémnascido #desenvolvimento #dicas #bebêrecémnascido #beb

0 visualização0 comentário
Gradiente Vermelho Amarelo

Siga-nos

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube
  • Pinterest

(41) 3010-9100 

Cadastre-se para receber novidades!

e receba um cupom de 5%off na primeira compra

© 2021 Roupa Bebê e Infantil - Baboobee