• Instagram
  • Facebook
  • YouTube
  • Pinterest
  • Baboobee

Como escolher o berçário do seu filho


como escolher o berçário

Todos os pais de primeira viagem (ou de segunda, terceira…) já tiveram que fazer essa pergunta: o que fazer quando acabar a licença-maternidade? Muitos escolhem contratar babás, para deixar o bebê em casa, mas é difícil encontrar alguém de confiança e que esteja preparada para lidar com tudo o que envolve uma criança recém-nascida.


Existem os pais que preferem escolher o lugar apropriado para deixar o filho, mas sempre surge a dúvida: como escolher o berçário do seu filho.


Pode até parecer óbvio, mas o preço nem sempre significa qualidade. Um lugar caro não implica necessariamente em um bom serviço, assim como um berçário barato também não significa que o espaço seja inapropriado. Vale ficar atento a algumas características antes de tomar essa difícil decisão, já que, para muitos pais, a tarefa de deixar o filho em um local “desconhecido” chega a ser assustadora.


Para não ter medo, é importante prestar atenção em algumas dicas para escolher o berçário. O básico é a infraestrutura. O recomendado é que cada estabelecimento deste tipo tenha uma cuidadora para cada quatro crianças, em média.


Muitos bebês e poucos funcionários pode ser um sinal de que seu filho não vai ter toda a atenção que precisa. Pense, também, que o berçário precisa ser perto da sua casa ou da residência de alguém que possa chegar rapidamente ao local em casos de emergência.


Também é fundamental conferir se o berçário tem um espaço adequado para que o bebê possa dormir tranquilo. Iluminação, ventilação e conforto devem ser observados e até mesmo o número de crianças por cômodo precisa ser respeitado.


Confira como as cuidadoras fazem seu filho dormir e perceba como elas lidam com as crianças que acordam mais cedo ou têm dificuldade para pegar no sono.


Lembre-se também que ele vai ficar com fome e precisará mamar, então vale reparar também se o local onde as mamadeiras são acondicionadas é limpo, estéril e se todas elas estão devidamente etiquetadas.


A cozinha, é claro, deve ser impecável, os funcionários precisam usar toucas e manter as mãos sempre limpas, como em qualquer restaurante, por exemplo.


Preste bastante atenção nas janelas: se forem da altura das crianças, devem ser de um material que não se estilhace e todas elas, sem exceção, precisam ter grades ou redes de proteção. Também fique atento às escadas. Quanto menos degraus o prédio tiver, melhor, e as cuidadoras devem sempre ajudar os bebês a subirem e descerem das caminhas.


Procure se informar de como são os momentos de lazer das crianças. O berçário tem um local adequado para que as crianças tomem sol? A vitamina D é importante em todas as etapas da vida e o sol é essencial para estimular o organismo.


E em casos de dias de frio ou chuva, existe um lugar coberto para abrigar a todos em segurança e com conforto? Perceba se o berçário oferece atividades lúdicas, como é o estímulo ao sono e como é a rotina do bebê dentro do espaço.


Outra dica para escolher o berçário parece básica, mas muitas vezes passa despercebida pelos pais: converse com outros pais. Veja qual a opinião deles sobre o lugar que você pretende escolher, tire suas dúvidas e fique mais tranquilo para deixar seu filho em um lugar de confiança.



#bebês #berçário #maternidade #educação #dicas

4 visualizações0 comentário