• Instagram
  • Facebook
  • YouTube
  • Pinterest
  • Baboobee

A importância de incluir frutas e verduras no dia a dia das crianças


a importância das frutas e verduras para as crianças

A introdução alimentar de sólidos é extremamente importante para o desenvolvimento saudável dos pequenos, desde o fortalecimento da dentição até às vitaminas necessárias para um organismo forte.


Felizmente, hoje contamos com conhecimento suficiente para entender quais são os alimentos que devem fazer parte desse período que, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), deve ser iniciado a partir dos seis meses de vida.


Uma pesquisa de 2018 da revista CRESCER trouxe que 73% de crianças na idade citada têm frutas como primeira refeição.


Mas afinal, qual a importância de incluir frutas e verduras no dia a dia das crianças? Citamos três principais motivos.




DESCOBRIR O MUNDO


A criança precisa se familiarizar com sabores e diferentes texturas, que vão muito além do leite materno. Oferecer frutas e verduras (amassadas e não liquidificadas) é dar a chance de conhecimento de um novo mundo pronto para a criança explorar e desenvolver sua autonomia.


Ainda podemos citar a importância de acostumar a criança ao verdadeiro sabor dos alimentos, para que a necessidade de sal e açúcar seja reduzida desde os primeiros anos.





MAIS SAÚDE


As frutas e verduras possuem propriedades que auxiliam a prevenir algumas doenças ocasionadas pela queda do sistema imunológico como resfriados e inflamações. São fontes ricas em nutrientes como minerais, vitaminas e antioxidantes.


Fortalecer o sistema imunológico é oferecer mais saúde ao seu filho.





DIMINUIR RISCOS


Frutas e legumes alimentam sem possuir um alto teor calórico, ou seja, dão à criança o que ela necessita sem oferecer o risco de obesidade infantil, que pode ocasionar aumento no colesterol e pressão arterial, assim como diabetes.


Se a sua dúvida está mais relacionada a quais frutas e verduras oferecer, saiba que não existem restrições, apenas em caso de alguma alergia. Preparamos uma lista com opções simples, que ajudarão o seu filho a gostar desses alimentos. Confira a seguir!




Opções de frutas e legumes para crianças


– Banana

Além de doce, é macia e não proporciona riscos durante a sua ingestão. A banana é uma rica fonte de potássio e energia para um crescimento saudável. Pode ser oferecida de diversas formas: amassada, preparada com aveia, assada ou como sorvete (em dias quentes).


DICA: Por ser de fácil manuseio pode ser uma primeira opção para que a criança desenvolva o uso de talheres.



– Mamão, cenoura e abóbora

Notou algo em comum? Alimentos com a cor laranja são ricos em betacaroteno que ao ser convertido em vitamina A pelo organismo torna-se uma fonte de antioxidantes e reduz o risco de problemas oculares e respiratórios.


Ainda podemos citar a função auxiliar do sistema digestivo que o mamão proporciona, evitando desconfortos intestinais que são comuns em crianças pequenas.



– Maçã

A fruta tem um importante papel no momento do surgimento dos primeiros dentinhos, pois proporciona uma limpeza natural, que ajuda a prevenir cáries. O cuidado bucal deve ser priorizado desde cedo, para oferecer mais qualidade de vida às crianças.



– Brócolis

São diversos os benefícios do vegetal que é fonte de ferro, cálcio e fibras, compostos necessários para ossos saudáveis. Por sua cor, pode não ser facilmente aceito pelas crianças, porém seu formato, parecido com uma pequena árvore, pode ser atrativo aos pequenos.


Evite cozinhar em demasia para que seja possível a criança comer com o auxílio das mãos.


Outros vegetais como a couve-flor e o chuchu podem ser oferecidos em conjunto, pois possuem bastante líquido em sua composição e uma textura semelhante.




– Melancia e melão

Por falar em ingestão de líquidos, a melancia e o melão são frutas compostas por uma boa quantidade de água e podem ajudar a suprir a necessidade de consumo da criança (o que não exclui a necessidade de oferecer apenas a água).


Junto com a introdução alimentar é feita a introdução da água: são recomendados 800 ml diários, sendo que 200 ml pode ser obtido através de alimentos.


Não há uma regra geral para todas as crianças, por se tratarem de organismos diferentes, mas podemos ter como base a quantidade diária de três a cinco porções de frutas e verduras.




Outras dicas


– Prefira, sempre que possível, oferecer o alimento in natura. A quebra dos nutrientes ocasionada pelo cozimento ou processamento irá impactar na absorção pelo organismo da criança.

– Inclua frutas e verduras na dieta de toda a família. Nada melhor do que o exemplo para ensinar e influenciar bons hábitos alimentares.

– Não desista na primeira recusa. A criança pode não gostar do melão quando oferecido sozinho, mas aceitar, por exemplo, quando parte de uma salada de frutas. É importante oferecer um repertório vasto de opções e preparos para que a criança desenvolva sua memória degustativa e olfativa. Mas atenção: respeite a criança como um indivíduo. Obrigá-la a algo poderá transformar a experiência como algo custoso para os dois lados.

– Ofereça a fruta e não o suco. Essa é uma dica clássica e altamente citada por profissionais da saúde. O suco possui mais frutose (açúcar natural presente na fruta) do que a própria fruta, ocasionando uma maior ingestão de açúcar e deixando de lado nutrientes e fibras importantes que desaparecem no processamento.

– Crie uma proposta visual para a criança. As cores são apelativas e você pode usar isso a seu favor. Crie composições com frutas e verduras como saladas, misturas com outros ingredientes e até mesmo figuras divertidas. A partir de um ano a criança pode, inclusive, auxiliar no preparo de seu próprio alimento a partir de tarefas simples como montar o prato ou descascar (frutas fáceis como bananas e tangerinas, nunca com o uso de objetos cortantes).



A alimentação é uma parte importante do desenvolvimento da criança e seu entendimento de mundo. Frutas e verduras são além de nutritivas, uma fonte de conhecimento sobre sabores, cores e procedência.


É uma experiência satisfatória tanto para a criança, que percebe o carinho envolvido na refeição, como para os pais, que dividem um momento (ou vários) de descoberta com a criança.



Queremos saber quais são as frutas e verduras que você incluiu no dia a dia do seu filho. Deixe sua contribuição nos comentários.


Acompanhe nosso blog para receber dicas para que o seu bebê tenha um crescimento saudável e, acima de tudo, feliz.





#alimentaçãobebês #desenvolvimento #dicas #cuidados #vivencias

305 visualizações0 comentário