• Instagram
  • Facebook
  • YouTube
  • Pinterest
  • Baboobee

Maternidade: expectativas e realidades desse processo


Ser mãe é uma experiência única, mas é um processo que requer cuidado, atenção e auxílio de todos os familiares.


A maternidade, portanto, não é um caminho que somente a mãe deve trilhar. Os outros membros da família também precisam se comprometer para que a experiência seja positiva para a mamãe e o bebê.



maternidade expectativas e realidades


Pais: figuras fundamentais na maternidade


A concepção que prevaleceu na sociedade, durante muito tempo, era de que somente as mães tinham a tarefa de cuidar dos bebês. Aos homens, no geral, cabia sustentar a casa com recursos materiais. Com o passar dos anos, isso mudou.


Hoje, sabemos que é tarefa do casal desenvolver métodos conjuntos para que consigam perpassar por este momento – que é belo e, ao mesmo tempo, cansativo.


É claro que a experiência da mãe com o bebê altera a forma como ela se relaciona com os outros.


Os dois estão ali, tão íntimos, que parece que não precisam do auxílio do mundo. O que não é verdade. Os dois necessitam de cuidados para que o bebê possa crescer tranquilamente e a mãe se recuperar.




Lista de expectativa X realidade


  1. Gravidez é sempre um momento lindo: tudo começa já na gravidez. É certo que para muitas mamães este é um processo natural e tranquilo. No entanto, algumas mulheres podem sofrer com o cansaço, o vômito, a insônia e os frequentes chutes do bebê. Para que seja possível passar por isso com tranquilidade, a figura do pai é fundamental, oferecendo carinho e afeto.

  2. A amamentação é um momento mágico e de puro amor: a amamentação é um processo muito bonito sim, mas pode ser algo doloroso também. Os seios podem doer ou rachar e, em alguns casos, a mãe pode ter pouco ou nenhum leite. Por isso, é importante que as famílias ofereçam suporte às mamães. E mais importante: não tenha vergonha em pedir ajuda caso seja necessário.

  3. O período da licença-maternidade vai ser para colocar as coisas em ordem: nem sempre isso é verdade, pois o bebê irá pedir muita atenção e, quando estiver acostumada à rotina da maternidade, talvez já seja hora de voltar para o trabalho.

  4. A mulher recebe ajuda do companheiro, por isso não precisa se preocupar: ajuda a mamãe recebe dos outros familiares, como a avó do bebê, a tia ou até mesmo o sobrinho. O pai, por sua vez, tem a obrigação de compartilhar esse momento da maternidade. Para que esse seja um processo que ocorre de forma natural, é importante que os pais participem de cursos de gestantes. Essa iniciativa mostra o quanto ele está disposto a, de fato, compartilhar com a companheira todos os momentos da gestação.


mãe e filhos


Mais compreensão


As realidades mostram o quanto a tarefa de ser mãe precisa ser melhor compreendida pela família e pela sociedade, de modo geral. Até os primeiros seis meses de vida, o bebê requer muita atenção.


Neste período, as mamães podem ficar sobrecarregadas e com o sono atrasado.


Por isso, é importante que tenham uma rede de apoio, composta por outras mulheres que estão passando pelo processo da maternidade – ou que já passaram. Tudo isso ajuda a caminhada a ser mais tranquila e prazerosa.





Gostou das orientações?

Visite o site Baboobee e veja quais produtos auxiliam você, mamãe, a trilhar essa jornada com mais facilidade. Você também pode dar uma espiadinha em nosso Instagram e Facebook!




#bebês #desenvolvimento #dicas #bebêrecémnascido #bebê #cuidados #vivencias

12 visualizações0 comentário